20Set
2017
0
jovens_grupo

Os órgãos sexuais

Se observares o leu corpo com a ajuda de um espelho, verás que existem algumas aberturas. Nas mulheres
há três: a da uretra, por onde sai a urina: a da vagina, que é maior e tem funções importantes na reprodução e no prazer sexual; muito próxima encontra-se a abertura do ânus, por onde saem as fezes. Nos homens há duas: a uretra e o ânus.

sistemagenital Sistema Genital Masculino

 

Todos os órgãos do nosso corpo exercem funções especializadas. Os órgãos sexuais, tanto os externos como os internos, participam na actividade reprodutora e possuem também características que permitem as raparigas e aos rapazes tirar prazer da actividade sexual, sempre que forem capazes de criar condições adequadas.
Os órgãos sexuais internos têm uma função muito especial na reprodução. Chamam-se internos porque não se vêem, estando protegidos no interior do nosso organismo.
Os órgãos sexuais externas estão situados em zonas visíveis do corpo. Podem ver-se, cheirar, tocar e são muito sensíveis ao tacto. Quando são tocados, dependendo de como isso se fizer, provocam sensações que podem ser agradáveis ou desagradáveis, aprazíveis ou dolorosas. Quando a interessada ou o interessado estão de acordo em ser acariciados com delicadeza, podem suscitar sensações de prazer muito especiais e intensas.

Na maior parte das raparigas, a abertura de entrada da vagina está parcialmente coberta por uma membrana de tecido fino como um véu, chamada hímen, um resíduo da formação dos órgãos genitais durante o período embrionário, e que não tem qualquer função.

Estes órgãos são as características biológicas visíveis, graças às quais a sociedade nos identifica como sendo do sexo masculino ou feminino, como menino ou menina, rapaz ou rapariga, homem ou mulher.
Em geral, quando se tem a primeira relação sexual completa, com penetração do pénis na vagina, este tecido pode romper-se e provocar um ligeiro sangramento sem importância. Há raparigas que não têm hímen, e outras que o conservam mesmo depois de já terem tido relações sexuais completas. Este facto é algo que não
depende da vontade, mas sim das características biológicas do tecido, que em certas mulheres é mais delgado e noutras mais espesso.

Ter ou não o hímen não tem qualquer significado moral, como ainda pensam algumas pessoas, que, com a sua ignorância, criam preocupações inúteis nas raparigas, e também não influi na capacidade de sentir prazer sexual.
Uma higiene cuidada garante o bom estado dos órgãos sexuais de raparigas e rapazes.

 

As raparigas recomenda-se que…
• Depois de terem urinado ou evacuado, limpem os órgãos sexuais da frente para trás (da vulva para o ânus). Nunca na direcção contrária, porque assim evitam transportar do ânus para a vagina e a uretra restos de fezes com bactérias que poderiam causar infecções.

• Lavem os órgãos sexuais uma vez por dia, com água e sabão. Durante o período da menstruação é melhor lavá-los com maior frequência, de três a quatro vezes por dia, por exemplo de cada vez que mudam o penso higiénico ou o tampão. Também depois de terem relações sexuais é aconselhável lavar os órgãos genitais com água e sabão. Não é necessário fazê-lo durante o banho diário, porque um excesso de lavagens elimina as bactérias que vivem habitualmente na vagina e a protegem de outros microrganismos que podem provocar infecções.

• Não retenham a vontade de urinar porque a urina acumulada na bexiga por mais de seis horas fica contaminada com bactérias que podem causar infecções. Também é aconselhável que urinem a seguir às relações sexuais.

• Evitem o uso de bidés em que o jacto de água pode penetrar directamente na vagina, porque poderia arrastar consigo bactérias da pele ou do ânus, com o provável aparecimento de infecções.

• Não usem por hábito cuecas ou calças demasiado apertadas.

Aos rapazes recomenda-se que…
• Lavem sempre os órgãos sexuais uma vez por dia. com água e sabão. É importante puxar o prepúcio para trás e destapar a glande, para eliminar as secreções que se  podem acumular nesta zona.
• Não retenham a vontade de urinar, porque a urina acumulada na bexiga por mais de seis horas fica contaminada com bactérias e pode provocar infecções. Também se recomenda que urinem a seguir às relações sexuais.
• Não andem de bicicleta durante demasiado tempo e evitem os selins das bicicletas de corrida que podem causar traumatismos repetidos na próstata e nos testículos.
• Não usem por hábito cuecas ou calças demasiado apertadas.

Os órgãos sexuais constituem uma obra delicada e sensível da natureza. É preciso aprender a interpretar as suas sensações que podem ser mensagens de prazer ou sinais de mal-estar. Conhecer o seu funcionamento certamente ajudará a dar mais importância ao seu cuidado.